21/03/2011 a 27/03/2011

Comunicação Assistiva bem avaliada pelo MEC

O Curso Superior de Tecnologia em Comunicação Assistiva: Libras e Braille da PUC Minas foi reconhecido, nesta última segunda-feira, dia 14, pelo Ministério da Educação (MEC), recebendo nota 4 (em uma escala que vai de 1 a 5) na avaliação. A visita ocorreu entre os dias 27 de fevereiro a 2 de março.

De acordo com a coordenadora do curso, professora Denise Queiroz Novaes, o curso foi bastante elogiado pela equipe de avaliadores. "Desde a coesão da equipe de professores, até a experiência técnica exigida, além da proposta singular de formação profissional, atendemos satisfatoriamente às exigências do MEC", relatou.

O curso, na modalidade presencial, é oferecido no campus Coração Eucarístico e teve início em agosto de 2006. Tem o objetivo de formar tradutores-intérpretes de libras/língua portuguesa e braillistas, com capacidade para utilizar, criar e desenvolver tecnologias que conduzam ao enriquecimento e disseminação. São oferecidas 60 vagas semestrais e atualmente o curso está migrando para o período noturno, com duração de dois anos e meio. O corpo docente é constituído por 13 professores, sendo seis especialistas, dois mestres e cinco doutores que ministram disciplinas em módulos teóricos e práticos.

Conforme o relatório de avaliação do MEC, o curso atende aos objetivos propostos e ao perfil do egresso. Entre outros itens, foi avaliada a quantidade de vagas em relação à dimensão do corpo docente e condições de infraestrutura, a formação e carga horária dos professores, o conteúdo curricular e a metodologia utilizada, o suporte psicopedagógico aos alunos, além das condições do estágio supervisionado, realizado dentro da própria instituição no Núcleo de Apoio à Inclusão (NAI) e o incentivo à participação dos alunos em atividades complementares. Todos esses aspectos foram muito bem avaliados pelo Ministério da Educação.

Segundo a coordenadora do curso, a formação do braillista e do intérprete de libras é oferecida apenas na PUC Minas, no âmbito nacional. "As outras duas ofertas de tecnólogos, nesta área, existentes no Brasil, não contemplam a modalidade formativa do braillista", relatou.

17/03/2011


PUC Informa. Editado pela Assessoria de Imprensa da PUC Minas :: (31) 3319-4917 - imprensa@pucminas.br