13/02/2006 a 19/02/2006

Governo Federal, prefeituras e a Universidade juntos em projeto de geração de trabalho e renda

Cooperação multiinstitucional pela geração de trabalho e renda


Nesta, segunda-feira, dia 13 de fevereiro, ministro Patrus Ananias lança projeto piloto para o País, que incentiva as Unidades Produtivas/Bolsa Família

Propiciar a promoção e emancipação dos indivíduos que hoje são atendidos pelo Programa Bolsa Família, contribuindo para o fortalecimento da participação da população nas políticas de geração de trabalho e renda. Esse é o ideário do Projeto Unidades Produtivas/Bolsa Família, parceria entre o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), o Ministério da Ciência e Tecnologia, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), a PUC Minas e as Prefeituras Municipais de Belo Horizonte e Contagem.

O lançamento acontece no próximo dia 13 de fevereiro, segunda-feira, às 14h30, no campus Coração Eucarístico da PUC Minas, à Av. Dom José Gaspar, 500, no auditório 3 - Prédio 43. Estarão presentes durante o lançamento o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, o reitor da PUC Minas, professor Eustáquio Afonso Araújo, o vice-reitor, professor Pe. Joaquim Mol, os prefeitos de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, e de Contagem, Marília Campos, e representantes da Finep.

Além das instituições parceiras citadas, a PUC Minas contará ainda com o apoio da ASA – Ação Social Arquidiocesana – para o trabalho de consolidação das atividades do Projeto junto às famílias, pelo histórico de trabalho social que a entidade possui com as comunidade da região.

Beneficiados

O projeto visa estruturar “portas de saída” para 500 famílias atendidas pelo Bolsa Família, por meio da incubação de empreendimentos solidários, na expectativa de propiciar a estas pessoas o ingresso no mercado de trabalho e, conseqüentemente, a auto-sustentabilidade. Tais ações possibilitarão a formulação de uma tecnologia social pelas instituições parceiras, sob a coordenação da PUC Minas, que sirva de base para a identificação de portas de saída a outras famílias atendidas pelo Bolsa Família em diferentes lugares do País, como uma política pública complementar ao Programa de Renda Mínima do Governo Federal.

Pioneiro no País, o Projeto Unidades Produtivas/Bolsa Família capacitará cerca de 2 mil pessoas por meio de oficinas oferecidas por equipes multi-institucionais, coordenadas pela Universidade. Após a capacitação, o público será distribuído em grupos de produção nas incubadoras de frutas desidratadas e sobremesas, condimentos e material de limpeza, a serem instaladas na região do Barreiro, em Belo Horizonte, e em grupos na incubadora de serviços, a ser implantada na região de Nova Contagem, no município de Contagem.

Incubadoras

A PUC Minas, por meio da Pró-reitoria de Extensão, a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e a Prefeitura de Contagem implementarão as incubadoras solidárias tecnológica e de produção durante os 18 meses de execução do Projeto Unidades Produtivas/Bolsa Família. O processo de formação, baseado no desenvolvimento de habilidades básicas, gerenciais e específicas, oferecidos nas unidades da PUC Minas no Barreiro, Contagem e São Gabriel, terão como facilitadores docentes, discentes e técnicos da Universidade e das instituições parceiras.

O processo de incubação terá como peça auxiliar um perfil dos beneficiários do Bolsa Família, estabelecido a partir de uma amostra do cadastro de famílias atendidas pelo Programa nos municípios de Belo Horizonte e de Contagem. Caberá também às instituições responsáveis pela implementação do Projeto, bem como aos beneficiários deste, o monitoramento e a avaliação dos processos de incubação tecnológica, de produção e de serviços. O Programa Unidades Produtivas possui orçamento total de R$ 687.111,65, sendo que R$ 315.945,17 são recursos financeiros desembolsados pela Finep e o restante contrapartida das instituições parceiras.

09/02/2006


PUC Informa. Editado pela Assessoria de Imprensa da PUC Minas :: (31) 3319-4917 - imprensa@pucminas.br