27/04/2009 a 03/05/2009

Parlamento Jovem provoca mudanças no dia-a-dia das escolas

O Parlamento Jovem, em sua 6ª edição, está inspirando mudanças nas escolas que participam do projeto. O diretor pedagógico do Izabela Hendrix, Gustavo Lourenço Moretto, conta que a experiência adquirida no ano passado, quando a escola esteve no projeto pela primeira vez, está levando mudanças para o dia-a-dia da instituição. Este ano, os alunos farão um modelo de Parlamento Jovem para decidir as regras a serem adotadas, como se as aulas devem começar às 7h ou mais tarde.

O projeto de extensão desenvolvido pelo Curso de Ciências Sociais tem parceria com a Escola do Legislativo (ALMG) e objetivo tornar o jovem protagonista da cidadania e ação política. As atividades contribuem para a formação política e cidadã de universitários e alunos do ensino médio, a partir de oficinas, minicursos e práticas legislativas. O lançamento desta edição foi no dia 22 de abril, no campus Coração Eucarístico.

Em 2009 participam as escolas: Colégio Padre Eustáquio, Colégio Santa Dorotéia, Instituto Metodista Izabela Hendrix, Colégio Militar Tiradentes – Gameleira, Escola Estadual Leopoldo Miranda e Escola Estadual Paulo Mendes. Até 2008, apenas em Belo Horizonte, estiveram envolvidos no projeto 705 alunos do ensino médio e 110 alunos do Curso de Ciências Sociais.

A monitora e aluna do Curso de Ciências Sociais Yara de Cássia Alves, de 19 anos, acredita que o projeto, por ter caráter extensionista, propicia uma significativa intervenção na sociedade. "A participação de uma participação política efetiva dos jovens alimenta o ideal de uma sociedade mais ativa e compromissada com as questões públicas", ressalta.

Para 2010, cerca de dez cidades do interior do Estado devem receber também o Parlamento Jovem. Entre as candidatas, estão Ouro Preto, Formiga, Unaí e Pouso Alegre.

23/04/2009


PUC Informa. Editado pela Assessoria de Imprensa da PUC Minas :: (31) 3319-4917 - imprensa@pucminas.br