14/11/2005 a 20/11/2005

Pedagogia aliada da inclusão social

Necessidades Educacionais Especiais

Desde fevereiro de 2004, a PUC Minas investe na formação de profissionais da educação especializados no atendimento às pessoas com necessidades especiais, por meio da criação do curso de graduação de Pedagogia com Ênfase nas Necessidades Educacionais Especiais, até então inédito noo primeiro a ser criado em Minas Gerais. Nessa direção, as alunas do 4ºperíodo, desde setembro de 2005, sob a coordenação dos professores José Leão Marinho Falcão Filho e Solange Bonomo Assumpção, deram início ao desenvolvimento do projeto “Inserção cidadã de sujeitos com necessidades especiais”, dirigido aos moradores do Aglomerado da Serra. Por meio desse projeto, coordenado e financiado pela Pró-Reitoria de Extensão da PUC Minas, objetiva-se contribuir para a inserção social em diferentes ambientes sociais, facilitando o acesso aos bens culturais historicamente elaborados e ao mundo do trabalho.

O projeto é de longo prazo e conta com a parceria do Espaço Criança Esperança, com apoio direto de Sheila Cabral, uma das articuladoras das atividades desenvolvidas com a comunidade. Dada a complexidade social e densidade populacional do Aglomerado da Serra, o projeto se desenvolverá em três etapas: § o mapeamento do número e das condições de vida de pessoas com deficiência nas vilas do Aglomerado da Serra; § propostas de intervenção que contemplem ações de natureza cultural, artística, esportiva e educacional, em consonância com a realidade investigada; § consolidação e monitoramento de ações inclusivas de pessoas com deficiência em diferentes espaços sociais: na escola, em associações/instituições diversas e no mundo do trabalho, ou seja, ampliação da participação desses sujeitos dentro e fora dos limites do Aglomerado da Serra.

As alunas do curso de Pedagogia com Ênfase nas Necessidades Educacionais Especiais, sob a orientação dos professores envolvidos e o apoio de monitores do Espaço Criança Esperança, estão visitando, primeiramente, todas as habitações da Vila Marçola, para identificar quantos moradores com necessidades especiais lá residem, suas possibilidades e limitações, bem como as formas de sua participação na vida da comunidade, utilizando um questionário estruturado especialmente para esse fim e por eles elaborado. Os dados coletados estão sendo processados internamente na PUC Minas e servirão como norteadores para a elaboração de projetos de intervenção na segunda fase, ampliando o campo de estágio das alunas, em espaços sociais carentes de atenção às pessoas com necessidades especiais. De acordo com os professores José Leão e Solange, “a realização deste projeto reafirma nossa crença de que é possível atuar na formação do licenciado em atividades que contemplem no cotidiano da sala de aula, efetivamente, o tripé do ensino superior: ensino, pesquisa e extensão.”

09/11/2005


PUC Informa. Editado pela Assessoria de Imprensa da PUC Minas :: (31) 3319-4917 - imprensa@pucminas.br