24/10/2005 a 30/10/2005

Museu inaugura novas exposições

Mais de mil conchas e peixes fósseis no Museu de Ciências Naturais

Uma bela e preciosa coleção de conchas de invertebrados do mundo inteiro, além de peixes fósseis da Chapada do Araripe (Ceará), pode ser apreciada na exposição permanente Vida na Água, inaugurada no Museu de Ciências Naturais na semana passada. A coleção, de cerca de mil peças, foi entregue à PUC Minas pelo professor Cástor Cartelle, que manifestou o desejo de que esta “fosse usada, preferencialmente, em exposição permanente do Museu, para que possa servir à comunidade”. O paleontólogo, que é curador da Coleção de Paleontologia do Museu da Universidade, reuniu as peças ao longo de 30 anos, com a ajuda de colaboradores. Os peixes fósseis do Araripe, um celeiro mundial de fósseis de cerca de 65 milhões de anos, foram obtidos por meio de projetos de pesquisa coordenados pelo professor.

Vida na Água

 “O assunto da água é de grande relevância para a nossa geração e as futuras”, disse Regina Weinberg, diretora executiva da Fundação Viate, entidade patrocinadora do projeto. O acervo da exposição foi coletado ao longo de 22 anos por uma equipe multidisciplinar, formada por alunos e professores. “É um trabalho arrojado, artesanal e de sofisticação ímpar”, observou Tudi Câmara, coordenadora do Museu, na solenidade de inauguração, no dia 17 de outubro

20/10/2005


PUC Informa. Editado pela Assessoria de Imprensa da PUC Minas :: (31) 3319-4917 - imprensa@pucminas.br