17/09/2012 a 23/09/2012

Simpósio internacional discute obra do paleontólogo

O Simpósio Internacional Peter W. Lund, cujas inscrições estão abertas até esta segunda, 17 de setembro, e que será realizado na sexta, dia 21, no Museu de Ciências Naturais, prédio 40, campus Coração Eucarístico, terá a presença da princesa da Dinamarca, Mary Elizabeth. Ela visitará, a partir das 9h, a exposição permanente sobre a vida e obra do dinamarquês Peter Lund, no 2º andar do museu, e participará, às 9h30, da abertura do evento no auditório. As inscrições para participar do simpósio podem ser feitas pela internet.

Na programação, estão previstas conferências de representantes do Museu de História Natural da Dinamarca, sediado na Universidade de Copenhague, e de outros especialistas sobre a vida e obra deste paleontólogo e naturalista que fez grandes descobertas em Minas Gerais no século XIX. O evento é uma parceria do Museu de Ciências Naturais com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). A familia real, incluindo o príncipe herdeiro da Dinamarca, estará no Brasil durante esta semana.

No simpósio, também haverá a instauração do Museu de Ciências Naturais como marco zero do projeto de turismo científico Rota Lund, que percorrerá o caminho por ele feito, integrando o museu da Universidade, o Parque Estadual do Sumidouro, as grutas da Lapinha, em Lagoa Santa, Rei do Mato, em Sete Lagoas, e a de Maquiné, em Cordisburgo. Está prevista a participação da embaixatriz real da Dinamarca, Anne-Marie Overbye, de membros da Reitoria, do secretário de Estado de Meio Ambiente de Minas Gerais, Adriano Magalhães, da secretária de Cultura e Assuntos Comunitários (Secac) da Universidade, professora Maria Beatriz Rocha Cardoso, do coordenador do museu, professor Bonifácio José Teixeira, e do curador da Coleção de Paleontologia da Universidade, professor Cástor Cartelle Guerra. O Rota Lund, idealizado pelo professor Cástor Cartelle Guerra, é um dos Projetos estruturadores do governo do Estado de Minas Gerais.

Um dos destaques da exposição permanente Peter Lund é Luzia, um dos mais antigos registros de humanos já encontrados nas Américas.

Monumento

Durante a programação, também será inaugurado monumento, de três metros e meio de altura, em homenagem a Peter Lund, produzido em tubo de aço carbono sem costura, por Ricardo Carvão Levy. A obra, em forma geométrica (um só tubo, com corte e dobra, dando forma "inusitada" e "estilizada", segundo o artista, de uma carcaça de dinossauro), ficará exposta nos jardins do auditório do museu. O artista diz que, para fazê-la, procurou pensar na Era Paleontológica, em carcaças de dinossauros e em samambaias gigantes.

12/09/2012


PUC Informa. Editado pela Assessoria de Imprensa da PUC Minas :: (31) 3319-4917 - imprensa@pucminas.br