Ações de sustentabilidade na Unidade Barreiro

A adoção de medidas sustentáveis que garantam um futuro melhor para o planeta são também foco da Unidade Barreiro. A sustentabilidade como prática diária de toda a comunidade acadêmica passa também pela economia de insumos, buscando seu uso racional.

Para diminuir o uso do copo descartável e fazer com que a comunidade acadêmica compreenda a importância de usar cada dia menos esse recipiente de plástico, a Pró-Reitoria Adjunta da Unidade lançou a Campanha do Copinho, em que distribuiu canecas esmaltadas para todos os funcionários, disponibilizando-as na sala dos professores, o que gerou na redução de 13,58% no uso do copo descartável de 200 ml na Unidade no primeiro semestre de 2017 em relação a igual período do ano passado.

Além disso, medidas foram tomadas para diminuir as impressões em papel A4, a partir da configuração de todas as impressoras para imprimir frente e verso e conscientização sobre a importância de se reduzir as impressões, o que gerou uma economia de 7,61% na utilização de papéis no primeiro semestre deste ano em relação a 2016. Outra iniciativa foi a adoção do uso de pincéis de quadro recarregáveis, diminuindo, assim, a quantidade de descarte de canetas para quadro branco.

Recursos importantes como água e energia também são foco de economia. Este ano, foram implantados hidrômetros individuais por prédio, para se ter um controle diário de consumo de água com intuito de identificar vazamentos, regulagem e monitoramento diário das descargas dos banheiros e utilização de produtos de limpeza, o que reduz de 20% a 30% o consumo de água da Unidade, gerando uma redução de 8,51% no primeiro semestre de 2017 em relação ao mesmo período de 2016. Já a utilização de sistema fotoelétrico para toda a iluminação externa e a substituição das lâmpadas de iluminação por lâmpadas de LED, fizeram com que o consumo de energia elétrica caísse 1,23% no mesmo período.

Outra medida para diminuir o consumo de energia e água foi concentrar as aulas nos prédios 2 e 3 no período com menos turmas, diminuindo a necessidade de limpeza constante dos outros prédios.

A Unidade Barreiro também construiu um abrigo de resíduos sólidos, para destinar de forma correta o lixo produzido na Instituição, além dos resíduos químicos e infectantes que vêm dos laboratórios e posto médico, análise e monitoramento periódico dos efluentes não domésticos e o uso de detergentes biodegradáveis para a limpeza dos laboratórios. A pró-reitora adjunta, professora Lucila Ishitani, comenta a importância de tomar essas medidas e a cada dia implantar ações para beneficiar o meio ambiente. “Além da economia financeira, essas atitudes demonstram o compromisso da Universidade com a natureza e o bem comum”, diz.

Júlia Mascarenhas
Júlia Mascarenhas
Funcionário da Infraestrutura da Unidade Barreiro, Matheus Henrique Faleiro Silva faz o controle diário de consumo de água através do hidrômetro
Abrigo de resíduos sólidos da Unidade, utilizado para separar os resíduos recicláveis, orgânicos, químicos e infectantes

 

VOLTAR

 

Informativo eletrônico produzido pela Assessoria de Imprensa
(31) 3319-4917 | imprensa@pucminas.br | www.pucminas.br | pucminasoficial