PROEX - Pró Reitoria de Extensão

Notícias

Cartas à Vida: despatriarcalizar, descolonizar e desmercantilizar

Em sua décima terceira edição, a Semana de Ciência, Arte e Política (SCAP) da PUC Minas São Gabriel traz como tema Cartas à Vida: despatriarcalizar, descolonizar e desmercantilizar. O evento, que será totalmente online, de 8 a 10 de setembro, terá como conferencista convidada Conceição Evaristo, escritora, ficcionista e ensaísta, homenageada pelo Prêmio Jabuti em 2019 como personalidade literária. A abertura será na quarta-feira, 8 de setembro às 19h, com transmissão ao vivo pelo Canal PUC Minas Lives no Youtube.

Após mais de um ano de pandemia, com mais de 560 mil mortes, “pensar a morte, implica pensar a vida. A pandemia nos trouxe a percepção de que vivemos em um só planeta e estamos ligados uns aos outros. Compartilhamos a vida no planeta, mas não partilhamos dos mesmos recursos. A pandemia intensificou as desigualdades sociais e mesmo o vírus não fazendo a distinção de raça e gênero, as condições para uma vida vivível e de preservação da vida não são as mesmas para todos”, explica a Comissão Organizadora do evento. “Muitos pensadores contemporâneos acreditam que ‘o modelo de civilização vigente desde o século XVI está chegando a seu limite’ e o contexto pandêmico com o recrudescimento das desigualdades é uma das marcas deste esgotamento junto à emergência climática. Sousa Santos lembra que ‘a natureza não nos pertence, mas nós pertencemos a ela’ e ‘a única resposta humana sensata é ouvir a natureza e começar a mudar’. Uma mudança que será lenta e que deve almejar a felicidade das populações. Para o sociólogo, o caminho é democratizar, ‘desmercantilizar, descolonizar e despatriarcalizar’”.

Acesse o site pucminas.br/scap e confira a programação completa.

Acompanhe as redes sociais da SCAP: @scap.sg no Instagram e @scap.sg no Facebook.

Conferencista

Conceição Evaristo é escritora, ficcionista e ensaísta. Mestre em Literatura Brasileira pela PUC/Rio, Doutora em Literatura Comparada pela UFF. Sua primeira publicação (1990) foi na série Cadernos Negros do grupo Quilombhoje. Sete livros publicados, entre eles o vencedor do Jabuti, Olhos D’água (2015), cinco deles traduzidos para o inglês, francês, espanhol e árabe. Prêmio do Governo de Minas Gerais pelo conjunto de sua obra; Prêmio Nicolás Guillén de Literatura pela Caribbean Philosophical Association; Prêmio Mestra das Periferias pelo Instituto Maria e João Aleixo. Escritora homenageada em diversas Feiras Literárias, a mãe de Ainá – sua especial menina – em 2019, teve três de seus sete livros, aprovados no PNLD Nacional e também foi a escritora Homenageada da Olimpíada de Língua Portuguesa pelo Itaú Social. Ainda no mesmo ano lançou seu “Poemas da Recordação e Outros Movimentos” em edição bilíngue (Português/Francês) no Salão do Livro de Paris. Foi homenageada pelo Prêmio Jabuti ainda em 2019 como personalidade literária.

Mostra de Curtas-Metragens Cartas à Vida

Durante a SCAP 2021, os participantes poderão conferir doze curtas-metragens que “funcionam como lampejos, dispositivos para refletirmos sobre as questões colocadas nesta XIII SCAP, sobretudo os desafios de despatriarcalizar, descolonizar e desmercantilizar”. Na sexta-feira, 10 de setembro, às 11h, acontece o Encontro com os Realizadores dos curtas com transmissão ao vivo no canal PUC Minas Lives no Youtube. Os curtas-metragens ficarão disponíveis para acesso até o encerramento do evento no site da SCAP.

24/08/2021

 :: Volta ::

Avenida Dom José Gaspar, 500 - Prédio 30 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte/MG | (31) 3319-4220 | comunic.proex@pucminas.br
facebook YouTube