PROEX - Pró Reitoria de Extensão

Notícias

Economia Solidária a serviço do ser humano

“Vivemos em um cenário político, social, econômico, cultural, e, sobretudo nas áreas da saúde e educação, extremamente crítico. A pandemia tem uma gravidade enorme, mas talvez não seja o único e nem o nosso maior problema: o Brasil passa também por uma crise de civilidade. Precisamos urgentemente não só de outro modelo de civilização, mas também da retomada do sentido do que é tornar-se humano”, afirmou o pró-reitor de Extensão, professor Wanderley Chieppe Felippe, no último dia 4 de maio, durante a abertura do Seminário de Economia Popular Solidária 2021, que tem como tema Economia e Valorização do Humano. O evento foi realizado entre os dias 4 e 6 de meio, com transmissão pelo canal da Extensão PUC Minas no YouTube.

Em um momento político de negacionismo, violências diversas e pouca empatia, conforme consta no texto de apresentação do evento, o seminário retomou uma ampla discussão sobre os princípios norteadores da Economia Solidária: cooperação, inclusão, autogestão, respeito à natureza, comércio justo, consumo consciente e valorização social do trabalho humano.

A coordenadora do Fórum Mineiro da Economia Popular Solidária e membro do Fórum Metropolitano de Economia Solidária, Flávia Assis Alves, ressaltou que a desigualdade social se torna ainda mais visível num momento de pandemia como o que vivemos, onde poucos têm muito, e muitos têm pouco. Destacou também a importância da luta dos trabalhadores pela renda básica: “Temos que reivindicar a renda básica. A Economia Solidária precisa de ter essa bandeira que é a renda básica”.

Já Raphael Vasconcelos Amaral Rodrigues, Subsecretário de Trabalho e Emprego na Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedese), destacou a importância das feiras regionais promovidas e apoiadas pelo Governo de Minas, que apenas em 2019 movimentaram mais de R$ 1 milhão. Também falou sobre importância do evento: “Este seminário representa um importante passo na integração que buscamos promover entre sociedade, academia, Estado e empreendimentos solidários”.

Após a abertura institucional, foi realizada a conferência de abertura com o tema Economia e Valorização do Humano, com a participação da Irmã Lourdes Dill, educadora popular do Cooperativismo, da Economia Popular Solidária e da Agricultura Familiar; e do sociólogo Frederico Santana Rick, coordenador de Políticas Sociais do Vicariato Episcopal para Ação Social, Política e Ambiental da Arquidiocese de Belo Horizonte e integrante do Núcleo de Estudos Sociopolíticos (Nesp) da PUC Minas; com mediação da professora Tânia Cristina Teixeira, presidente do Conselho Regional de Economia de Minas Gerais (Corecon-MG) e professora do Departamento de Economia, Administração e Ciências Contábeis da Universidade. A palestra evidenciou os desafios do modelo econômico que vivemos atualmente, agora sob a influência da pandemia.

O Seminário de Economia Popular Solidária é uma realização da Proex, em parceria com a Arquidiocese de Belo Horizonte, Fórum Municipal e Metropolitano de Economia Popular Solidária de Belo Horizonte, Sedese e Corecon-MG.

Professor Wanderley Chieppe, pró-reitor de Extensão, durante a abertura oficial do eventoProfessor Wanderley Chieppe, pró-reitor de Extensão, durante a abertura oficial do evento

06/05/2021

 :: Volta ::

Avenida Dom José Gaspar, 500 - Prédio 30 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte/MG | (31) 3319-4220 | comunic.proex@pucminas.br
facebook YouTube