PROEX - Pró Reitoria de Extensão

Notícias

Extensão: regime remoto sem abrir mão de princípios

Com a chegada do novo coronavírus ao país e a adoção do Regime Letivo Remoto pela PUC Minas, a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) também precisou se adequar a essa nova realidade. Com isso, setores, programas, projetos, práticas curriculares e outras atividades que antes eram realizados presencialmente tiveram que migrar para o ambiente virtual. Atualmente, 55 projetos estão sendo realizados em regime remoto, nos diversos campi e unidades, incluindo os projetos vinculados ao programa de extensão PUC Minas e Brumadinho – Unindo Forças. São, ao todo, 400 extensionistas envolvidos, sendo 165 beneficiários de bolsa e 235 voluntários.

“Tivemos que nos reinventar e convidar as instituições, comunidades, grupos de pessoas, associações de artesãos e outros profissionais a interagirem conosco de forma remota, com a utilização da internet, mas sem abrir mão das diretrizes e princípios básicos da extensão universitária: o atendimento de demandas e necessidades das comunidades, o exercício do diálogo, o trabalho ‘junto com’ e não ‘para’, a contribuição para uma formação de qualidade de nossos estudantes, a busca de práticas que possam ajudar a transformar nossa sociedade em instância de inclusão e não de segregação, marginalização e exclusão”, explica o pró-reitor de Extensão, professor Wanderley Chieppe Felippe.

Segundo o professor Wanderley, as ações extensionistas foram, aos poucos, se adequando à nova realidade, criando novos formatos e dispositivos e conquistando a adesão de professores, estudantes e dos diversos públicos com os quais a extensão trabalha e dialoga. “Estamos terminando o semestre letivo com a consciência de que a Extensão Universitária não vai ser paralisada pela pandemia, nem vai deixar de cumprir sua missão, sintonizada com uma universidade que tem enfrentado a crise atual com a disposição e a coragem de propor inovações, mesmo quando isso parece improvável”, afirma o pró-reitor.

Giro pelos campi e unidades

No Campus Coração Eucarístico, os projetos têm utilizado as novas tecnologias para dar continuidade às suas ações. Exemplo disso é o projeto Pelas Letras, que desenvolve práticas de leitura e escrita para pessoas em privação de liberdade e que cumprem pena na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), em Santa Luzia. Outros exemplos são os projetos Quebrada em Rede, do Curso de Psicologia do Coração Eucarístico e São Gabriel, que leva informações sobre o coronavírus para comunidades do Barreiro; e o projeto Enriquecimento da Aprendizagem para o Desenvolvimento de Altas Habilidades, que trabalha com crianças por meio de atividades no Instagram.

Os projetos de extensão desenvolvidos com idosos na Unidade São Gabriel e nos Campi de Betim e Contagem foram adaptados para o WhatsApp, pela facilidade que os idosos têm para acessar o aplicativo pelo celular por já usarem a plataforma. Os extensionistas e professores encaminham as atividades do dia para os integrantes. Uma das participantes do projeto na PUC Betim, Luci de Oliveira, conta que os dias passam mais rápido quando há o encontro virtual. “As aulas estão trazendo muito ânimo pra gente. Ficamos ansiosos para chegar o dia em que iremos nos encontrar. Estamos longe dos olhos, mas perto do coração”, diz. O WhatsApp também foi a opção do projeto da PUC Contagem, Espaço Dignidade e Cidadania, que atua no suporte a jovens em situação de risco e no fortalecimento de vínculos sociais através dos processos socioeducativos. As atividades acontecem uma vez por semana e os jovens contam com o apoio de extensionistas e da psicóloga que os acompanha no Cras (Centro de Referência de Assistência Social).

Outros projetos optaram por utilizar diferentes redes sociais, como a equipe do projeto de extensão Gestão com Pessoas no Terceiro Setor, da PUC São Gabriel, que adaptou a Capacitação em Liderança Social para o Instagram. As atividades estão sendo realizadas pelo perfil do projeto @liderancasocial_pucminas.

Na PUC Minas Poços de Caldas, além do Instagram (@entrelacos.proexpucminas), o projeto extensão Entre-Laços: a educação permanente em saúde como potência de formação profissional no trabalho transdisciplinar, utiliza também o Facebook (Entre-Laços: Educação Permanente em Saúde) para divulgar textos, vídeos, áudios e cartilhas sobre a problematização e enfrentamento da prática cotidiana das equipes de saúde da Atenção Básica na cidade.

Já na PUC Praça da Liberdade, o projeto de extensão Arquitetura, Arqueologia e Resgate da Memória Coletiva: modelo e interfaces digitais aplicados à implementação do Memorial de Direitos Humanos de Minas Gerais segue no trabalho remoto para aquelas atividades que não demandam presença física na Universidade, como a modelagem 3D e realização dos grupos de estudos, que foram abertos ao público em geral. Os interessados se inscrevem pelo Instagram @aul.pucminas.

A adaptação foi necessária também nas práticas curriculares de extensão. No primeiro semestre de 2020, foram ofertadas 216 disciplinas desse tipo.Um exemplo é a disciplina de Gerenciamento de Resíduos Urbanos, do 10º período do Curso de Engenharia Civil da Unidade Barreiro. Nela, os alunos desenvolvem um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos e propõem campanhas de Educação Ambiental para funcionários administrativos e operacionais do empreendimento em execução. “A apresentação dos planos e das campanhas pelos alunos é feita por vídeo conferência, adaptada ao Regime Letivo Remoto, com o professor orientador, o engenheiro civil e o responsável técnico pela obra escolhida pelo grupo”, explica o professor da disciplina, Paulo Henrique Maciel Barbosa.

23/06/2020

 :: Volta ::

Avenida Dom José Gaspar, 500 - Prédio 30 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte/MG | (31) 3319-4220 | comunic.proex@pucminas.br
facebook YouTube