pucminas.br
Pós-graduação em Letras

Pós-graduação em Letras :: Grupo de pesquisa

Grupo de pesquisa

NÚCLEO DE ESTUDOS EM LINGUAGENS, LETRAMENTOS E FORMAÇÃO (NELLF)

Coordenador(es):

Reúne pesquisadores de diferentes instituições, articulando ainda vários grupos de pesquisa. Sob uma perspectiva enunciativa, interativa e discursiva, as ações do núcleo definem-se no trabalho com a linguagem e os discursos, considerando-se as dimensões sócio-histórica e cultural da atividade linguageira.


Página do núcleo na web: http://www.nellf.com

GRUPOS DE PESQUISA DA PUC MINAS ABRIGADOS PELO NELLF:

 

Grupo de estudos em Mídia e Discurso - MID

Líderes do Grupo:  Daniella Lopes Dias Ignácio Rodrigues
Página do grupo no CNPq:  http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5598773775745739

O projeto busca compreender e interpretar fenômenos linguageiros envolvidos na discursivização da escrita midiática. Em relação à escrita jornalística, objetiva-se descrever modos de discursivização das mídias impressa e digital, tendo em vista suas estratégias de persuasão e as representações e identidades por elas veiculadas. Trata-se de um projeto integrado ao grupo de estudos NELLF, coordenado pela professora Juliana Alves Assis. 

 

Práticas formativas e profissionais: identidades e representações nos discursos

Líderes do Grupo:  Juliana Alves Assis, Maria Angela Paulino Teixeira Lopes
Página do grupo no CNPq:  http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/9101944333637681


O grupo estuda práticas formativas e profissionais, com forte interesse na leitura e na escrita. Na formação, a ênfase recai sobre as práticas de ensino/aprendizagem da leitura e da escrita na educação básica e na universidade, avaliando, no caso da universidade, os impactos dessas práticas no processo apropriação do discurso acadêmico e na construção identitária do profissional em formação. Busca, ainda, compreender o papel das representações sobre os objetos de ensino e de aprendizagem no processo de formação. Com relação ao agir profissional, visa a compreender e interpretar o agir, especialmente o do professor de língua materna, com base no exame da atividade profissional realizada e dos discursos produzidos nas/sobre as situações de trabalho. Já teve vários projetos de pesquisa aprovados por agências de nacionais. Desde 2015, desenvolve projeto de cooperação internacional no âmbito do projeto Capes/Cofecub, com a parceria de 3 IES francesas e 4 brasileiras.

 

Processos de didatização: representações e ações de professores de línguas em atuação e em formação

Líder do Grupo:   Maria Angela Paulino Teixeira Lopes
Página do grupo no CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/0063625845572650

O grupo visa refletir sobre os impactos das representações em práticas de formação docente, inicial e continuada, bem como em ações que cercam o agir do professor de línguas em atuação em escolas de Educação Básica. Trata-se de ações de pesquisas que se voltam para examinar práticas de formação e de ação docente, relativamente a atividades de planejamento, elaboração e execução de projetos de ensino e aprendizagem de línguas. As investigações propostas sobre o agir docente contribuem para avanços nos estudos acerca de letramento acadêmico, objetivando a compreensão das práticas formativas a partir de representações de língua, linguagem e texto, bem como as de ensino e aprendizagem demandadas no campo dos estudos da linguagem.

 

Subjetividades e modos de dizer nas práticas discursivas da esfera acadêmica

Líder do Grupo:   Jane Quintiliano Guimarães Silva
Página do grupo no CNPq: http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8200175001801414

O presente projeto de pesquisa, sob um enfoque das teorias da enunciação e do discurso, contemplando a relação de interface entre o social e o cognitivo nas atividades discursivas, visa descrever e explicar os modos de dizer constitutivos da (e na) emergência da subjetividade, significados numa rede de atividades e ações engendradas nas esferas sociais, assinalando aquelas do cotidiano acadêmico. Na base desse recorte metodológico, inscreve-se o pressuposto de que os modos de dizer e fazer acadêmico-científicos estão implicados não só com os modos e meios de produção, circulação e recepção de discursos e dos gêneros discursivos da esfera em questão, mas também com os lugares sociais de onde falam os sujeitos e o modo como tais lugares são representados discursivamente no texto. Tomando como corpus para análise textos orais e escritos, produzidos por alunos e professores em práticas do domínio em foco, a pesquisa destaca como uma de suas tarefas centrais compreender, à luz de movimentos enunciativos e de textualização, configurados nos (e pelos) modos de dizer, a emergência dos papéis sociais e dos lugares enunciativos. Para tanto, pretende-se descrever e explicar o trabalho de agenciamento, por parte de alunos e de professores, de estratégias (meta) textual-discursivas e enunciativas por meio das quais se reconhece um jogo de atuação enunciativa e polifônica engendrado em eventos que podem revelar o tipo de engajamento que o sujeito cria com o seu próprio dizer e/ou com o dizer do outro. 

 :: Volta ::

Endereço: Av. Dom José Gaspar, 500 - Prédio 20 - sala 109 - Coração Eucarístico - Belo Horizonte/MG - CEP: 30535901 - Telefone geral: (31) 3319-4336