Agenda PUC Minas na Praša da Liberdade
Número 181 | 8 a 14 de novembro de 2021

2░ Encontro Nacional da Economia de Francisco e Clara


Estão abertas as inscrições para o 2º Encontro Nacional da Economia de Francisco e Clara, realizado pela Articulação Brasileira pela Economia de Francisco e Clara em parceria com a PUC Minas, que acontece nos dias 19 e 20 de novembro. O evento terá como tema territórios, coletividade e práticas econômicas alternativas. A proposta é que o evento seja um ponto convergente de forças a fim de avaliar os avanços da proposta de construção da Economia de Francisco e Clara no Brasil. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site economiadefranciscoeclara.com.br.

O evento, que será totalmente virtual, terá no sábado, 20, um encontro por grandes regiões, além de uma feira de boas práticas em que serão apresentadas diversas experiências como os Bancos Comunitários (Rede Brasileira de Bancos Comunitários) e Moedas Sociais e Agroecologia e Soberania Alimentar (ANA – economia agrourbana).

Durante o 2º Encontro Nacional a intenção é de firmar uma carta-compromisso que envolva as entidades nacionais e seus interesses de articulação em torno de economias transformadoras.

O evento é uma realização da Articulação Brasileira para a Economia de Francisco e Clara (ABEFC) em parceria com o Grupo de Trabalho e Reflexão para a Economia de Francisco e Clara da PUC Minas.

Confira a programação no site do evento.

O que é a Economia de Francisco e Clara

Em maio de 2019, em carta endereçada aos jovens, o Papa Francisco destacou a urgência de “uma economia diferente, que faz viver e não mata, inclui e não exclui, humaniza e não desumaniza, cuida da criação e não a depreda”, simbolicamente chamada de Economia de Francisco. No Brasil, a proposta ganhou corpo a partir de diversas frentes de ação em todo o país por uma economia que venha fortalecer as experiências de colaboração, cooperativismo, renda e finanças solidárias a fim de ser para todos.
Além disso, Clara, companheira de São Francisco de Assis foi incorporada ao nome original, já que a proposta brasileira defende uma economia que o masculino e o feminino caminhem lado a lado uma vez que, para os participantes da ABEFC, a lógica patriarcal também reduziu a economia unicamente a essa dimensão material e produtivista.

Em novembro de 2019 aconteceu o primeiro grande encontro mundial com a participação de dois mil jovens de 150 países diferentes. O Brasil foi o segundo país com o maior número de jovens selecionados com 200 participantes.

Sobre o Grupo de Trabalho e Reflexão da PUC Minas

Em junho de 2021 a Reitoria da PUC Minas criou o primeiro Grupo de Reflexão e Trabalho (GRT) para a Economia de Francisco e Clara dentro de uma universidade. O grupo vem responder à perspectiva daquilo que é uma das grandes linhas de reflexão do pontificado do Papa Francisco. Ele é criado com vínculo com a CNBB, que tem como compromisso colocar em pauta essa reflexão que precisa ser feita e articulada em prol desta nova economia e em diálogo com o que se pensa aqui no Brasil.

Quer saber mais sobre a Economia de Francisco e Clara e o Grupo de Trabalho e Reflexão na PUC Minas? Ouça episódio do PUC Play PUC Minas sobre o assunto.