Agenda PUC Minas em Betim
Número 181 | 8 a 14 de junho

Extensão

PUC Mais Idade em Casa

As atividades do Projeto de Extensão PUC Mais idade, em Betim, receberam uma adaptação nesta quarentena: os encontros estão acontecendo por meio de um grupo na plataforma Whatsapp, todas as terças e quintas-feiras. As atividades propostas vão desde bate-papos a brincadeiras que auxiliam no cuidado com a saúde física e mental na terceira idade.

 

O projeto é coordenado pela professora do Curso de Fisioterapia, Sabrina Balbi, que ressalta a importância da manutenção das atividades neste período. “Trabalhamos com idosos e este é um grupo muito vulnerável em termos de saúde física, e, durante a quarentena, de saúde mental também. Além de serem do grupo de risco, muitos vivem sozinhos em suas casas”, aponta a professora. ”Optamos pelo Whatsapp porque é uma rede que a maioria deles já conhece e utiliza. Desta forma, propusemos a todos o PUC Mais Idade em Casa. Os idosos se interessaram, ingressaram neste grupo online, e o resultado está sendo muito satisfatório”, conta Sabrina.

 

Uma das participantes do projeto, Luci de Oliveira, conta que os dias passam mais rápido quando há o encontro virtual. “As aulas estão trazendo muito ânimo pra gente. Ficamos ansiosos para chegar o dia em que iremos nos encontrar. Estamos longe dos olhos, mas perto do coração”, diz. Hoje, o grupo conta com a participação de 33 idosos, além de 11 alunos extensionistas, que se dividem em diferentes funções: suporte para estímulo de participação, auxílio tecnológico, e os alunos que conduzem as oficinas. Os horários das oficinas virtuais acompanham os horários já adotados pelo programa, quando acontecia na forma presencial. “Além de ajudar na manutenção da saúde física, o projeto está sendo muito importante por nos permitir encontrar nossos amigos, e, assim, distrairmos, darmos boas risadas Todos os participantes são como uma família, e assim como uma família, estão nos ajudando nesses dias tão dolorosos da quarentena”, aponta José dos Santos Sabino, de 69 anos, que está participando do projeto online.

 

Neste semestre, o projeto também contou com a colaboração da professora Márcia Colamarco, por meio da disciplina Ações de Extensão Universitária. Uma das atividades que fez sucesso a partir desta parceria foi o Bingão da Quarentena, em que os alunos realizaram um jogo em que a pontuação se refere à saúde: quanto mais saudável o idoso se mantivesse na quarentena, mais pontos ele marcava. As casas falavam sobre exercício físico, sono, saúde mental e alimentação e variavam em uma escala de 0 a 5 pontos. Além desta, desafios sobre mitos e verdades sobre o sal e o açúcar, oficinas de artesanato e música, e atividades físicas também foram realizados pelos alunos.

 

O Curso de Fisioterapia tem se mentido ativo nas redes sociais (@fisiopucminasbetim) para aproximar as atividades da comunidade acadêmica. Em algumas das publicações, o curso postou as brincadeiras realizadas com os idosos.