Grade e Corpo Docente

Física (Licenciatura) - Coração Eucarístico

Turno: Tarde

1º período
DisciplinasCarga horáriaRequisito(s)Corpo docente
CULTURA RELIGIOSA: FENÔMENO RELIGIOSO68TEÓRICA:
  • José Ruiz Guillén
  • EVOLUÇÃO DAS IDEIAS DA FÍSICA E DA MATEMÁTICA68TEÓRICA:
  • Tomas de Aquino Silveira
  • FILOSOFIA: RAZÃO E MODERNIDADE68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • FUNDAMENTOS DE QUÍMICA68TEÓRICA:
  • Edson Braga da Silva
  • FUNDAMENTOS HISTÓRICOS, FILOSÓFICOS E SOCIOLÓGICOS DA EDUCAÇÃO68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • PRÁTICA DE ENSINO: COLÓQUIOS EM FÍSICA E MATEMÁTICA34TEÓRICA:
  • Flávio de Jesus Resende
  • 2º período
    DisciplinasCarga horáriaRequisito(s)Corpo docente
    ASTRONOMIA68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • DIDÁTICA: FUNDAMENTOS DA PRÁTICA DOCENTE68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • FUNDAMENTOS DE FÍSICA68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA I68TEÓRICA:
  • Cleide Perônico de Almeida
  • GEOMETRIA ANALÍTICA68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • PRÁTICA DE ENSINO: LEITURA E ESCRITA EM FÍSICA E MATEMÁTICA52
    PRÁTICA:
  • Professor(es) a definir
  • 3º período
    DisciplinasCarga horáriaRequisito(s)Corpo docente
    ÁLGEBRA LINEAR68
    PRÁTICA:
  • Professor(es) a definir

  • TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • CÁLCULO I68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • FÍSICA GERAL I68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • LABORATÓRIO DE FÍSICA GERAL I34requisito(s)PRÁTICA:
  • José Carlos Bezerra Filho
  • LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS68PRÁTICA:
  • Cássio de Souza
  • POLÍTICAS PÚBLICAS DA EDUCAÇÃO68
    PRÁTICA:
  • Professor(es) a definir

  • TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • PRÁTICA DE ENSINO: ESPAÇOS ALTERNATIVOS PARA O ENSINO DE FÍSICA67PRÁTICA:
  • Vania Aguiar Moura
  • 4º período
    DisciplinasCarga horáriaRequisito(s)Corpo docente
    CÁLCULO II68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • CULTURA RELIGIOSA: PESSOA E SOCIEDADE34
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • ESTATÍSTICA E PROBABILIDADE68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • FÍSICA GERAL II68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • GESTÃO ESCOLAR68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • LABORATÓRIO DE FÍSICA GERAL II34requisito(s)
    PRÁTICA:
  • Professor(es) a definir
  • PRÁTICA DE ENSINO: LABORATÓRIO DIDÁTICO DE FÍSICA52
    PRÁTICA:
  • Professor(es) a definir
  • 5º período
    DisciplinasCarga horáriaRequisito(s)Corpo docente
    CÁLCULO III68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • EQUAÇÕES DIFERENCIAIS68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • FÍSICA GERAL III68
    PRÁTICA:
  • Professor(es) a definir

  • TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • LABORATÓRIO DE FÍSICA GERAL III34requisito(s)PRÁTICA:
  • José Carlos Bezerra Filho
  • MECÂNICA GERAL I34requisito(s)TEÓRICA:
  • Bruno Jeferson Lourenço
  • PRÁTICA DE ENSINO: RECURSOS ATUAIS PARA O ENSINO DE FÍSICA E MATEMÁTICA52PRÁTICA:
  • Julia Esteves Parreira
  • PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • 6º período
    DisciplinasCarga horáriaRequisito(s)Corpo docente
    CÁLCULO IV68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • ESTÁGIO SUPERVISIONADO: ETNOGRAFIA DE INSTITUIÇÕES EDUCACIONAIS116
    ESTÁGIO SUPERVISIONADO:
  • Professor(es) a definir
  • MECÂNICA GERAL II68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • METODOLOGIA DO ENSINO DE FÍSICA68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • ONDAS E ÓTICA68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • PRÁTICA DE ENSINO: EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO ENSINO DE FÍSICA E MATEMÁTICA52
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • TERMODINÂMICA68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • 7º período
    DisciplinasCarga horáriaRequisito(s)Corpo docente
    CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO DE FÍSICA E MATEMÁTICA68requisito(s)TEÓRICA:
  • Tomas de Aquino Silveira
  • ELETROMAGNETISMO68requisito(s)TEÓRICA:
  • Lev Vertchenko
  • ESTÁGIO SUPERVISIONADO: FÍSICA NA ESCOLA182ESTÁGIO SUPERVISIONADO:
  • Adriana Gomes Dickman
  • ESTRUTURA DA MATÉRIA I68requisito(s)TEÓRICA:
  • Joice da Silva Araujo
  • EXPERIMENTOS EM FÍSICA MODERNA34requisito(s)TEÓRICA:
  • Julia Esteves Parreira
  • PESQUISA EM ENSINO DE FÍSICA68TEÓRICA:
  • Maria Inês Martins
  • PRÁTICAS DE ENSINO: RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE FÍSICA51requisito(s)TEÓRICA:
  • Flávio de Jesus Resende
  • 8º período
    DisciplinasCarga horáriaRequisito(s)Corpo docente
    ESTÁGIO SUPERVISIONADO: EXERCÍCIO DA DOCÊNCIA EM FÍSICA182
    ESTÁGIO SUPERVISIONADO:
  • Professor(es) a definir
  • ESTRUTURA DA MATÉRIA II68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • FILOSOFIA: ANTROPOLOGIA E ÉTICA68
    PRÁTICA:
  • Professor(es) a definir

  • TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • FÍSICA QUÂNTICA68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • PRÁTICA DE ENSINO: RECURSOS TECNOLÓGICOS NO LABORATÓRIO DE FÍSICA52
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES68requisito(s)
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir
  • TECNOLOGIAS E PRÁTICAS EDUCATIVAS68
    TEÓRICA:
  • Professor(es) a definir


  • Data da última atualização: 21/06/2019

    Fechar [X]
    Fechar [X]
    Fechar [X]
    Fechar [X]

    Critérios de avaliação

     

    Os critérios de avaliação da PUC Minas são definidos no item 5 das normas acadêmicas (Resoluçãonº02 de 1.07.2016) conforme descrito abaixo:

    [...]
    5. DA AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO ESCOLAR

    5.1 A avaliação do desempenho escolar será feita por disciplina ou outro componente curricular.

    5.2 No ensino presencial, a avaliação do desempenho escolar abrangerá os aspectos de assiduidade e aproveitamento, ambos eliminatórios por si mesmos, conforme disposto na legislação pertinente e nestas Normas.

    5.2.1 Entender-se-á por assiduidade a frequência às atividades correspondentes a cada disciplina, ficando nela reprovado o aluno que não obtiver, no mínimo, a frequência de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária executada da disciplina.

    5.2.2 Entender-se-á por aproveitamento o desempenho do aluno nas atividades desenvolvidas em cada disciplina ou outro componente curricular presencial ou a distância.

    5.3 A avaliação do desempenho escolar terá por base o sistema de notas em valores numéricos, numa escala de 0 (zero) a 100 (cem) pontos, exceto nas atividades que não contemplam critério de avaliação por notas, desde que previstas no Projeto Pedagógico.

    5.4 O aproveitamento escolar será representado por uma Nota de Aproveitamento (NA), resultante da soma das notas obtidas pelo aluno nas atividades de avaliação escolar.

    5.4.1 Por atividade de avaliação escolar entende-se a realização de provas, testes, pesquisas, práticas de laboratório e outras congêneres.

    5.5 As atividades de avaliação escolar a serem realizadas em cada disciplina, ou outro componente curricular, e seus respectivos valores serão estabelecidos pelo professor no plano de ensino da disciplina, aprovado pelo colegiado de curso ou programa, em conformidade com o projeto pedagógico.

    5.6 Nos cursos de graduação, no caso de projetos pedagógicos integrados e/ou convergentes, deve ser previsto um único sistema de avaliação, pelo menos no que se refere às atividades acadêmicas e às disciplinas comuns, exceto na modalidade a distância.

    5.7 O aluno de graduação que alcançar no mínimo 60 (sessenta) pontos nas atividades de avaliação escolar e frequência de pelo menos 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária presencial executada da disciplina, estará aprovado.

    5.8 O aluno de pós-graduação stricto sensu que alcançar no mínimo 70 (setenta) pontos nas atividades de avaliação escolar e frequência definida pelo programa, nunca inferior a 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária presencial executada da disciplina, estará aprovado.

    5.9 A reavaliação dos alunos de graduação com desempenho insuficiente será definida pelo professor no plano de ensino da disciplina, aprovado pelo colegiado de curso, em conformidade com o projeto pedagógico.

    5.10 O resultado de prova escrita deverá ser divulgado no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas antes da realização da prova escrita a ela subsequente, relativa à mesma disciplina.

    5.11 Nos cursos que adotam a avaliação global e/ou a reavaliação por meio de prova escrita, o resultado de todas as atividades deverá ser divulgado no prazo de até 48 (quarenta e oito) horas antes da realização da avaliação global e/ou da reavaliação.

    5.12 É direito do aluno ter acesso à prova corrigida.

    5.12.1 O aluno poderá solicitar o acesso à prova corrigida no prazo de até 02 (dois) dias úteis após a divulgação da respectiva nota.

    5.13 Os pedidos de revisão de avaliação escrita ou recontagem de pontos deverão ser apresentados à secretaria do curso a que pertence o aluno, até 02 (dois) dias úteis após a divulgação da nota.

    5.14 Quando houver erro material no lançamento de notas ou frequência, o aluno poderá requerer a retificação pelo sistema de gestão acadêmica, no prazo de até 10 (dez) dias úteis da respectiva divulgação.

    5.14.1 No final de cada semestre, o prazo máximo para entrada do pedido de retificação será de 2 (dois) dias úteis após o encerramento oficial do período letivo, e o pedido só poderá referir-se a faltas computadas em relação às aulas ministradas nos últimos 10 (dez) dias corridos do mencionado período.

    5.15 O requerimento de retificação será encaminhado ao professor para exame.

    5.16 Se o pedido tiver procedência, o professor deverá retificar a nota e/ou frequência, conforme procedimentos definidos pelo órgão responsável pelo registro acadêmico.

    5.17 No caso de indeferimento do pedido, o requerente poderá recorrer da decisão ao colegiado de curso ou programa, no prazo de até 02 (dois) dias úteis.
    [...]