ENADE

Exame Nacional de
Desempenho de Estudantes

O Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). É uma prova realizada anualmente, aplicada aos alunos cujos os cursos são definidos pelo MEC trienalmente, observando os agrupamentos abaixo.

Ano I
  1. Cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Ciências Agrárias, Ciências da Saúde e áreas afins;
  2. Cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Engenharias e Arquitetura e Urbanismo; e
  3. Cursos Superiores de Tecnologia nas áreas de Ambiente e Saúde, Produção Alimentícia, Recursos Naturais, Militar e Segurança.
Ano II
  1. Cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Ciências Biológicas; Ciências Exatas e da Terra; Linguística, Letras e Artes; e áreas afins;
  2. Cursos de licenciatura nas áreas de conhecimento de Ciências da Saúde; Ciências Humanas; Ciências Biológicas; Ciências Exatas e da Terra; Linguística, Letras e Artes; e
  3. Cursos de bacharelado nas áreas de conhecimento de Ciências Humanas e Ciências da Saúde, com cursos avaliados no âmbito das licenciaturas;
  4. Cursos Superiores de Tecnologia nas áreas de Controle e Processos Industriais, Informação e Comunicação, Infraestrutura e Produção Industrial.
Ano III
  1. Cursos de bacharelado nas Áreas de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas e áreas afins;
  2. Cursos de bacharelado nas Áreas de Conhecimento Ciências Humanas e áreas afins que não tenham cursos também avaliados no âmbito das licenciaturas; e
  3. Cursos Superiores de Tecnologia nas áreas de Gestão e Negócios, Apoio Escolar, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design.

Conforme Portaria MEC nº 501, de 25 de maio de 2018, o Enade 2018 será aplicado para fins de avaliação de desempenho dos estudantes dos cursos vinculados às seguintes áreas de avaliação:

I - Áreas relativas ao grau de bacharel:

  • Administração;
  • Administração Pública;
  • Ciências Contábeis;
  • Ciências Econômicas;
  • Comunicação Social - Jornalismo;
  • Comunicação Social - Publicidade e Propaganda;
  • Design;
  • Direito;
  • Psicologia;
  • Relações Internacionais;
  • Secretariado Executivo;
  • Serviço Social;
  • Teologia; e
  • Turismo.

II - Áreas relativas ao grau de tecnólogo:

  • Tecnologia em Comércio Exterior;
  • Tecnologia em Design de Interiores;
  • Tecnologia em Design de Moda;
  • Tecnologia em Design Gráfico;
  • Tecnologia em Gastronomia;
  • Tecnologia em Gestão Comercial;
  • Tecnologia em Gestão da Qualidade;
  • Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos;
  • Tecnologia em Gestão Financeira;
  • Tecnologia em Gestão Pública;
  • Tecnologia em Logística;
  • Tecnologia em Marketing; e
  • Tecnologia em Processos Gerenciais.

Por que é importante?

Realizar o Enade é importante, pois, além de propiciar prestígio acadêmico, pode ser decisivo na disputa por uma vaga no mercado de trabalho, permite comparar o desempenho individual com o de milhares de colegas, bem como o do curso realizado com os outros da área no estado, na região e no país. Também poderá ser um diferencial importante para o ingresso em um curso de pós-graduação. É componente curricular obrigatório dos cursos de graduação, sendo condição prévia a conclusão de curso de graduação, expedição e respectivo registro do diploma.

Aptos para o ENADE

Estão habilitados a participar do ENADE todos os estudantes ingressantes e concluintes das áreas e cursos a serem avaliados. Sendo:

ingressantes (Não fazem a prova)
a) Ingressantes em 2018, e
b) Concluíram até 25% CH

e,

concluintes (Devem fazer a prova)
Bacharelado e Licenciatura:
a) Expectativa de conclusão até 1º/2019, ou
b) Concluíram mais de 80% CH até 31 de agosto de 2018

Observação: a caracterização de estudantes na condição de concluintes participantes do Enade não está condicionada à regularidade de matrícula ou pagamento de mensalidade escolar.

Como é feita a Avaliação

A avaliação é feita por meio de uma prova organizada com 10 questões de formação geral e 30 de formação específica da área. No cálculo da nota final, as questões específicas têm peso de 75% e a formação geral contribui com 25%.

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do Enade, é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC). A missão do instituto é promover estudos, pesquisas e avaliações sobre o Sistema Educacional Brasileiro, com o objetivo de subsidiar a formulação e implementação de políticas públicas para a área educacional a partir de parâmetros de qualidade e equidade, bem como produzir informações claras e confiáveis aos gestores, pesquisadores, educadores e público em geral.

>> Saiba mais acessando o site

ENADE

Legislação MEC / Inep

Portaria MEC nº 501, de 25 de maio de 2018

Edital ENADE nº 40, de 19 de junho de 2018

Estabelecem o regulamento do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes para o ano de 2018 – ENADE 2018.

Fonte: INEP – Legislação

Obteve 80 ou mais no Enade?

A PUC Minas oferece bolsa em uma Pós para você.

Os alunos que obtiverem nota igual ou superior a 80 no Enade terão bolsas de 40% em um curso de especialização oferecido pelo IEC ou pela PUC Minas Virtual. Dessa forma, a PUC Minas pretende reconhecer os esforços daqueles alunos que entendem a importância de uma educação de qualidade e levarão essa formação, com orgulho, para toda a vida.

Condições:

  • O benefício de 40% de bolsa é valido para cursos de especialização oferecidos pelo IEC ou PUC Minas Virtual;
  • Terão direito ao benefício os alunos que obtiveram nota igual ou superior a 80 no ENADE;
  • O benefício poderá ser solicitado nos três anos subsequentes à realização do ENADE;
  • O benefício não poderá ser utilizado de forma cumulativa com outros benefícios;
  • Para ter acesso ao benefício, o estudante deverá apresentar documento comprobatório do desempenho no ENADE disponibilizado pelo MEC, através de Boletim de Desempenho, no Sistema ENADE.

ENADE

Depoimentos - vídeos

ENADE

Perguntas Frequentes

1. Enade

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é uma das avaliações que compõem o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), criado pela Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004.

O objetivo do Enade é avaliar e acompanhar o processo de aprendizagem e o desempenho acadêmico dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares do respectivo curso de graduação; suas habilidades para ajustamento às exigências decorrentes da evolução do conhecimento e competências para compreender temas exteriores ao âmbito específico da profissão escolhida, ligados à realidade brasileira e mundial e a outras áreas do conhecimento.

A legislação que envolve as diretrizes e definições gerais acerca do Enade se baseia nas seguintes normas judiciais:

  • Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004: Criação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes);
  • Portaria Normativa nº 8, de 26 de abril de 2017 e o Edital nº 26, de 16 de junho de 2017 do Enade 2017 (Regulamentam o Enade 2017);
  • Portaria Normativa nº 40, de 12 de dezembro de 2007, republicada em 29 de dezembro de 2010.
Conforme disposição do art. 5º, § 5º, da Lei nº. 10.861/2004, o Enade constitui-se componente curricular obrigatório, sendo inscrita no histórico escolar do estudante somente a situação regular com relação a essa obrigação. A situação de irregularidade do estudante junto ao Enade irá ocorrer quando o estudante selecionado não comparecer ao exame, não preencher do Questionário do Estudante e tiver o registro de participação indevido na prova.
  • A prova;
  • O questionário de impressões dos estudantes sobre a prova;
  • O questionário do estudante;
  • O questionário do coordenador(a) do curso.
O Ministério da Educação define, anualmente, as áreas propostas pela Comissão de Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão do Sinaes. A periodicidade máxima de aplicação do Enade em cada área será trienal.

Em 2004: Agronomia, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Zootecnia.

Em 2005: Arquitetura e Urbanismo, Biologia, Ciências Sociais, Computação, Engenharia (em oito grupos), Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Química.

Em 2006: Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Biomedicina, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Formação de Professores (Normal Superior), Música, Psicologia, Secretariado Executivo, Teatro e Turismo.

Em 2007: Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Tecnologia em Agroindústria, Tecnologia em Radiologia, Terapia Ocupacional e Zootecnia.

Em 2008: Arquitetura e Urbanismo, Biologia, Ciências Sociais, Computação, Engenharia, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Química, além dos Cursos Superiores de Tecnologia em Construção de Edifícios, Alimentos, Automação Industrial, Gestão da Produção Industrial, Manutenção Industrial, Processos Químicos, Fabricação Mecânica, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Redes de Computadores e Saneamento Ambiental.

Em 2009: Administração, Arquivologia, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Estatística, Música, Psicologia, Relações Internacionais, Secretariado Executivo, Teatro e Turismo, além dos Cursos Superiores de Tecnologia em Design de Moda, Gastronomia, Gestão de Recursos Humanos, Gestão de Turismo, Gestão Financeira, Marketing e Processos Gerenciais.

Em 2010: Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Zootecnia, além dos cursos que conferem diploma de tecnólogo em Agroindústria, Agronegócios, Gestão Hospitalar, Gestão Ambiental e Radiologia.

Em 2011: Cursos que conferem diploma de bacharel em Arquitetura e Urbanismo e Engenharia, cursos que conferem diploma de bacharel ou licenciatura em Biologia, Ciências Sociais, Computação, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras, Matemática e Química, cursos que conferem diploma de licenciatura em Pedagogia, Educação Física, Artes Visuais e Música, além de cursos que conferem diploma de tecnólogo em Alimentos, Construção de Edifícios, Automação Industrial, Gestão da Produção Industrial, Manutenção Industrial, Processos Químicos, Fabricação Mecânica, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Redes de Computadores e Saneamento Ambiental.

Em 2012: Cursos que conferem diploma de bacharel em Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Design, Direito, Psicologia, Relações Internacionais, Secretariado Executivo e Turismo, cursos que conferem diploma de tecnólogo em Gestão Comercial, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira, Logística, Marketing e Processos Gerenciais.

Em 2013: Cursos que conferem diploma de bacharel em Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social e Zootecnia e cursos que conferem diploma de tecnólogo em Agronegócio, Gestão Hospitalar, Gestão Ambiental e Radiologia.

Em 2014: Cursos que conferem diploma de bacharel em Arquitetura e Urbanismo, Sistema de Informação, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia de Computação, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção, Engenharia Ambiental, Engenharia Florestal e Engenharia.

Cursos que conferem diploma de bacharel ou licenciatura em Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Filosofia, Física, Geografia, História, Letras–Português, Matemática e Química.

Cursos que conferem diploma de licenciatura em Artes Visuais, Educação Física, Letras–Português e Espanhol, Letras–Português e Inglês, Música e Pedagogia.

Cursos que conferem diploma de tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Automação Industrial, Gestão da Produção Industrial e Redes de Computadores.

Em 2015: Cursos que conferem diploma de bacharel em Administração, Administração Pública, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social – Jornalismo, Comunicação Social – Publicidade e Propaganda, Design, Direito, Psicologia, Relações Internacionais, Secretariado Executivo, Teologia e Turismo.

Cursos que conferem diploma de tecnólogo em Comércio Exterior, Design de Interiores, Design de Moda, Design Gráfico, Gastronomia, Gestão Comercial, Gestão da Qualidade, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira, Gestão Pública, Logística, Marketing e Processos Gerenciais.

Em 2016: Cursos que conferem diploma de bacharel nas áreas de: Agronomia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Serviço Social, Zootecnia. Cursos que conferem diploma de tecnólogo nas áreas de Agronegócio, Estética e Cosmética, Gestão Ambiental, Gestão Hospitalar e Radiologia.

Em 2017: Cursos que conferem diploma de bacharel nas áreas de: Arquitetura e Urbanismo; Engenharia Ambiental; Engenharia Civil; Engenharia de Alimentos; Engenharia de Computação; Engenharia de Controle e Automação; Engenharia de Produção; Engenharia Elétrica; Engenharia Florestal; Engenharia Mecânica; Engenharia Química; Engenharia; e Sistema de Informação.

Cursos que conferem diploma de bacharel ou licenciatura nas áreas de: Ciência da Computação; Ciências Biológicas; Ciências Sociais; Filosofia; Física; Geografia; História; Letras - Português; Matemática; e Química.

Cursos que conferem diploma de licenciatura nas áreas de: Artes Visuais; Educação Física; Letras - Português e Espanhol; Letras - Português e Inglês; Letras - Inglês; Música; e Pedagogia.

Cursos que conferem diploma de tecnólogos nas áreas de: Análise e Desenvolvimento de Sistemas; Gestão da Produção Industrial; Redes de Computadores; e Gestão da Tecnologia da Informação.

Conforme a Portaria Normativa nº 501, de 25 de maio de 2018 e o Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, serão avaliados pelo Enade 2018 os cursos que:

I - Conferem diploma de bacharel nas áreas de: Administração; Administração Pública; Ciências Contábeis; Ciências Econômicas; Comunicação Social - Jornalismo; Comunicação Social - Publicidade e Propaganda; Design; Direito; Psicologia; Relações Internacionais; Secretariado Executivo; Serviço Social; Teologia; e Turismo.

II - Conferem diploma de tecnólogos nas áreas de: Tecnologia em Comércio Exterior; Tecnologia em Design de Interiores; Tecnologia em Design de Moda; Tecnologia em Design Gráfico; Tecnologia em Gastronomia; Tecnologia em Gestão Comercial; Tecnologia em Gestão da Qualidade; Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos; Tecnologia em Gestão Financeira; Tecnologia em Gestão Pública; Tecnologia em Logística.

O Enade em 2018 será aplicado no dia 25 de novembro de 2018 com início às 13h30min (horário de Brasília), com duração total de 4 (quatro) horas. A abertura dos portões será às 12h e seu fechamento às 13h. Não será permitida a entrada no local da prova após esse horário. Os estudantes que participarão da prova deverão apresentar-se no local definido pelo Inep, para localizar a sala, assinar a lista de presença e cumprir outros requisitos, munidos de documento oficial de identificação (com fotografia), e caneta esferográfica de tinta preta, feita em material transparente para responder tanto as questões objetivas quanto as discursivas. A participação no Enade 2018 será atestada a partir da assinatura do estudante na lista de presença de sala e no cartão de respostas às questões objetivas da prova.
A partir do Enade 2017 o Inep não disponibiliza os Manuais do Enade e Manual do Estudante. Todas as informações referentes ao exame em 2018, sobre os procedimentos técnicos indispensáveis à execução da prova, e as ações de responsabilidade do estudante, acompanhamento das inscrições e a participação no exame, estão disponíveis no edital do exame.

2. Estudantes

Estão habilitados ao Enade 2018 todos os estudantes ingressantes e concluintes das áreas e cursos a serem avaliados pelo Enade. No entanto, em 2018, somente os estudantes concluintes participarão da prova a ser aplicada em 25 de novembro de 2018..
Estudantes ingressantes são aqueles que tenham iniciado o respectivo curso no ano de 2018, devidamente matriculados, e que tenham de zero a vinte e cinco por cento da carga horária mínima do currículo do curso cumprida até o final das inscrições do Enade 2018.

Estudantes concluintes dos Cursos de Bacharelado são aqueles que tenham expectativa de conclusão do curso até julho de 2019 ou que tenham cumprido 80% (oitenta por cento) ou mais da carga horária mínima do currículo do curso da Instituição de Educação Superior (IES), até o final das inscrições do Enade 2018.

Estudantes concluintes dos Cursos Superiores de Tecnologia são aqueles que tenham expectativa de conclusão do curso até dezembro de 2018 ou que tenham cumprido 75% (setenta e cinco por cento) ou mais da carga horária mínima do currículo do curso da Instituição de Educação Superior (IES), até o final das inscrições do Enade 2018.

Sim. A participação do estudante habilitado ao Enade é condição indispensável ao registro da regularidade no histórico escolar, assim como à expedição do diploma pela Instituição de Educação Superior (IES). Em 2018, somente os estudantes concluintes participarão da prova a ser aplicada em 25 de novembro de 2018.

Embora a Lei nº. 10.861, de 14 de abril de 2004, que criou o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), permita a realização do exame por amostragem, em 2018, a aplicação será censitária. Ou seja, todos os estudantes concluintes habilitados ao Enade 2018, identificados conforme controle acadêmico feito pela Instituição de Educação Superior (IES), e inscritos pela respectiva Instituição de Educação Superior deverão participar da prova. Do mesmo modo, todos os ingressantes devem ser inscritos no exame, ainda que não realizem a prova.

O estudante que possui dupla graduação, ou seja, considerado concluinte habilitado em dois ou mais cursos avaliados no Enade 2018, no momento do Cadastro deverá escolher o curso pelo qual realizará o exame. Deste modo, o Questionário do Estudante deve ser preenchido sobre o curso escolhido e o estudante será ensalado e receberá a prova conforme a escolha feita.

Para mais informações entre em contato com a coordenação do curso ou acesse o portal do Inep e consulte a Portaria Normativa nº 501, de 25 de maio de 2018, que estabelece as regras do exame no ano de 2018.

O estudante concluinte habilitado ao Enade 2018, que não realizar a prova, não poderá receber o seu diploma enquanto não regularizar a sua situação junto ao Enade, haja vista não ter concluído o respectivo curso de graduação (o Enade é componente curricular obrigatório).

O estudante não inscrito para participação no Enade não poderá participar do exame. A Instituição de Educação Superior (IES) é responsável pela inscrição do estudante habilitado, conforme § 6º do art. 5º da Lei nº 10.861/2004 e art. 4º da Portaria Normativa nº 501, de 25 de maio de 2018.

Conforme disposto no art. 5º, § 7º da Lei nº. 10.861/2004, a não inscrição de alunos habilitados para participação no exame dos cursos citados no artigo 1º Portaria Normativa nº 501, de 25 de maio de 2018, e nos prazos estipulados no edital do Enade nº 40, de 19 de junho de 2018, poderá ensejar a suspensão temporária da abertura pela IES de processo seletivo para os cursos que serão avaliados no Enade 2018.

Sim. O Inep disponibilizará o Questionário do Estudante, de preenchimento obrigatório, nos termos do § 1º do artigo 41 da Portaria Normativa nº 840, de 2018, em sua atual redação e do Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, que estabelece as regras do exame no ano de 2018. O preenchimento é exclusivamente feito por meio do portal do Inep. O estudante selecionado que não comparece ao exame e/ou não preenche o Questionário do Estudante fica em situação irregular junto ao Enade.

Esclarecemos ainda que a obrigação do preenchimento é apenas para os estudantes regulares concluintes, ou seja, para aqueles habilitados a prestarem o exame. Estudantes ingressantes e estudantes inscritos como irregulares de anos anteriores não têm acesso ao questionário.

No ato da inscrição dos estudantes as Instituições de Educação Superior (IES), deverão autorizar o cadastro dos estudantes habilitados para o Enade 2018, divulgar e incentivar os estudantes inscritos a se cadastrarem no período de 14 de agosto a 21 de novembro de 2018, quando deverão preencher o Questionário do Estudante. A consulta individual ao local de prova e impressão do Cartão de Informação do Estudante será obrigatoriamente precedida pelo preenchimento do questionário.

Ação que o estudante inscrito pela Instituição de Educação Superior (IES) para participarem do Enade 2018, deverão realizar no período de 14 de agosto a 21 de novembro de 2018, para acesso ao preenchimento do Questionário do Estudante e para solicitar, se necessário, o atendimento especializado e/ou específico.

Conforme disposto no item 1.9.2 do Edital nº 40/2018, estudantes irregulares perante o Enade de anos anteriores, por ausência na prova e/ou ausência de preenchimento do Questionário do Estudante (QE), terão sua situação regularizada, por ato do Inep, a ser regulamentado em normativa específica.

São considerados irregulares os estudantes que, inscritos como concluintes regulares, deixarem de atestar participação na prova do Enade e/ou deixarem de preencher o Questionário do Estudante.

Caberá às respectivas Instituições de Educação Superior (IES), após divulgação de normativa específica por parte do INEP, a inscrição dos estudantes em situação irregular junto ao Enade de anos anteriores.

Os estudantes ingressantes regulares e estudantes irregulares de anos anteriores inscritos nos termos do Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, do Enade 2018, serão dispensados da prova a ser aplicada em 2018 e sua situação de regularidade será atestada por meio de relatório específico a ser emitido pelo Inep.

Para conhecer sua nota no Enade, o estudante deve acessar seu Boletim de Desempenho, disponível no portal do Inep, no Sistema Enade. É possível acessar o Boletim de Desempenho utilizando o mesmo login e senha do cadastro e do questionário do estudante.

Vale lembrar que o acesso ao resultado individual obtido no Enade é restrito ao concluinte ou ingressante que tenha participado da prova, conforme legislação vigente.

3. Inscrições

A inscrição do estudante habilitado ao Enade cabe exclusivamente à Instituição de Educação Superior (IES), conforme § 6º do art. 5º da Lei 10.861/2004 e especificados no art. 4º da Portaria Normativa nº 501, de 25 de maio de 2018, e no edital do Enade nº 40, de 19 de junho de 2018, que estabelecem as regras do exame no ano de 2018.

O Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, especifica as datas das inscrições para o Enade 2018, que ocorrerá de 02/07/2018 a 12/08/2018.

Identificação dos estudantes ingressantes e concluintes de 2017. Identificar por meio do serviço de controle acadêmico, todos os possíveis concluintes e ingressantes habilitados ao Enade 2018.

Atualização cadastral dos cursos de graduação junto ao Sistema e-Mec.

Enquadramento dos cursos que possuam estudantes habilitados ao Enade 2018, nas respectivas áreas de abrangência do Enade 2018, seguindo orientações da Portaria Normativa nº 501, de 25 de maio de 2018, e do Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, e as instruções divulgadas pelo Inep por meio do portal do Inep e do Sistema Enade.

Processamento das inscrições dos estudantes habilitados (02 de julho a 12 de agosto de 2018) seguindo orientações da Portaria Normativa nº 501, de 25 de maio de 2018, e do Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, do Enade 2018, e das instruções divulgadas pelo Inep por meio do Portal do Inep e do Sistema Enade.

O estudante que estiver vinculado ao curso, independente da sua situação de matrícula (com matrícula trancada ou afastado da Instituição de Educação Superior), mas habilitado como ingressante ou concluinte, deverá ser inscrito no Enade.

É também obrigatório inscrever o estudante que esteve afastado da Instituição de Educação Superior (IES), e retornou para cumprir os créditos ou que esteja apenas fazendo o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) ou estágio obrigatório para concluir o curso.

A Portaria Normativa nº 501, de 25 de maio de 2018 e o Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, que estabelecem as regras do exame contém as instruções e informações dos procedimentos necessários às IES para a inscrição dos estudantes habilitados ao Enade 2018.

O Enade 2018 será censitário, ou seja, todos os estudantes concluintes habilitados e inscritos pela IES serão submetidos ao exame.

O edital do Enade nº 40, de 19 de junho de 2018, determina que o estudante realize a prova no município de funcionamento do próprio curso de graduação.

O exame será realizado em todos os Estados da Federação e no Distrito Federal, nos municípios de funcionamento do curso, conforme consta no Cadastro e-MEC, para os cursos presenciais.

Os estudantes de cursos oferecidos na modalidade de Educação a Distância (EAD) serão alocados no município do polo de apoio presencial ao qual estejam vinculados, desde que o polo de apoio presencial esteja cadastrado no Sistema e-MEC.

A alteração do município para realização do exame da modalidade EAD é de responsabilidade da IES, no período de 02 de julho a 31 de agosto de 2018. O local de realização da prova estará disponível no sistema, no dia 09 de novembro de 2018, sendo de responsabilidade do estudante sua verificação.

O mesmo dispositivo legal faculta a possibilidade de alteração de localidade de prova para estudantes em desenvolvimento de atividades curriculares obrigatórias fora da sede do curso e para estudantes da modalidade de educação a distância. A Instituição de Educação Superior (IES), durante o período de 02 de julho a 31 de agosto de 2018, por meio da funcionalidade alteração de localidade de prova, poderá alterar a localidade de prova inicialmente atribuída ao estudante, dentre as diversas opções de localidades de prova previstas para os cursos que terão seus desempenhos avaliados no Enade 2018.

O Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, determina que o estudante preencha um cadastro, após a inscrição realizada pela IES, no período de 14 de agosto a 21 de novembro de 2018. Esse preenchimento que é exclusivo do aluno autoriza o acesso ao Questionário do Estudante que possibilitará conhecer o local de prova e a impressão do Cartão de Informação do Estudante.

A impressão do Cartão de Informação do Estudante não é requisito imprescindível à participação na prova, porém o estudante deve comparecer ao local da prova, dia e horário especificados, munido de documento oficial de identificação (com fotografia).

Não será admitido acesso à prova em local diferente daquele determinado pelo Inep, nem tampouco com cópia, ainda que autenticada, do respectivo documento de identificação.

Não será permitido o acesso ao local de prova após as 13h (horário oficial de Brasília).

Ficam dispensados da inscrição no Enade 2018:

I - Os estudantes dos cursos das áreas descritas no art. 1º da Portaria Normativa nº 501/2018 que tiverem colado grau até dia 31 de agosto de 2018; e

II - Os estudantes que estiverem oficialmente matriculados e cursando atividades curriculares fora do Brasil, na data de realização do Enade 2018, em instituição conveniada com a IES de origem.

As dispensas no Enade 2018, realizadas com base nos itens I e II, deverão ser devidamente registradas no histórico escolar do estudante tendo o edital Enade 2018 e a Portaria Normativa nº 501/2018 como referência.

4. Comissões Assessoras de Avaliação

Cabe ao presidente do Inep designar os professores que integrarão as Comissões Assessoras de Avaliação e suas atribuições e competências.

As Comissões Assessoras de Avaliação são responsáveis pela definição das diretrizes e pela formulação das matrizes de prova que serão aplicadas no Enade 2018.

As diretrizes para as provas do Enade 2018 são estabelecidas pelas Comissões Assessoras de Avaliação de Áreas e a Comissão Assessora de Avaliação da Formação Geral, que definiram competências, conhecimentos, saberes e habilidades a serem avaliados e todas as especificações necessárias à elaboração da prova a ser aplicada. As portarias que estabeleceram as diretrizes para o Enade 2018, por área e cursos superiores de tecnologia, estão disponíveis na página Documentos e Legislação no portal do Inep.

5. Provas

As provas são aplicadas por instituição ou consórcio de instituições contratadas pelo Inep que comprove capacidade técnica em avaliação e aplicação, segundo o modelo proposto para o exame, e que atenda aos requisitos estabelecidos no projeto básico do Enade.

A prova é composta de 40 questões, sendo 10 questões da parte de formação geral e 30 da parte de formação específica da área, contendo as duas partes questões discursivas e de múltipla escolha que são especificadas da seguinte forma:

Componente de Formação Geral, 10 (dez) questões, sendo 02 (duas) discursivas e 8 (oito) de múltipla escolha, envolvendo situações-problema e estudos de casos;

Componente específico de cada área ou Curso Superior de Tecnologia avaliado, 30 (trinta) questões, sendo 3 (três) discursivas e 27 (vinte e sete) de múltipla escolha, envolvendo situações-problema e estudo de casos.

No cálculo da nota da parte da Formação Geral, será atribuído peso de 40% (quarenta por cento) para as questões discursivas e de 60% (sessenta por cento) para as questões objetivas.

No cálculo da nota da parte do Componente Específico, será atribuído peso de 15% (quinze por cento) para as questões discursivas e de 85% (oitenta e cinco por cento) para as questões objetivas.

A nota do Enade 2018 será calculada somando-se as notas das partes da Formação Geral e do Componente Específico, atribuindo-se um peso de 25% (vinte e cinco por cento) para a nota da primeira e 75% (setenta e cinco por cento) para a nota da última.

No dia de realização do exame, os portões de acesso aos locais de prova serão abertos às 12h e fechados às 13h, de acordo com o horário oficial de Brasília (DF), sendo vedada a entrada do estudante após o fechamento dos portões.

Os estudantes que participarão da prova deverão apresentar-se no local definido pelo Inep, às 12h (horário oficial de Brasília) do dia 25 de novembro de 2018, para localizar a sala, assinar a lista de presença e cumprir outras formalidades, munidos de documento oficial de identificação (com fotografia), e caneta esferográfica de tinta preta, feita em material transparente para responder tanto as questões objetivas quanto as discursivas. A prova terá início às 13h30mim (treze horas e 30 minutos) do horário oficial de Brasília e não será permitida a entrada no local da prova após esse horário. A lista de presença será disponibilizada apenas após uma (1h) hora do início da prova.

A participação no Enade 2018 será atestada a partir da assinatura do estudante na lista de presença de sala e no cartão de respostas às questões objetivas da prova. Deixar o local de prova sem o cumprimento das formalidades de identificação e registro de presença pode comprometer a regularidade junto ao Enade 2018.

O estudante deverá conhecer antecipadamente o seu local de prova e estimar o tempo necessário ao percurso desde sua residência, observando o horário estabelecido para sua apresentação – 12h (horário oficial de Brasília).

O período de tolerância para apresentação ao local de prova está restrito às 12h (horário oficial de Brasília) e 13h (horário oficial de Brasília), tendo como referência a hora local informada por companhia telefônica. Cabe ao estudante a observação e adequação às diferenças de horário em decorrência de fuso horário ou adoção do horário de verão na respectiva Unidade da Federação.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) faz conhecer a toda a sociedade e instituições educativas, com antecedência, as datas dos exames que realiza. Tendo em vista este objetivo, divulga com mais de seis meses de antecedência a data de realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de 2018, agendada para o dia 25 de novembro, com início às 13h30min (treze horas e 30 minutos) horas do horário oficial de Brasília, por meio de diversos canais de comunicação do Instituto (como sítio eletrônico, Seminários Enade, portaria e edital), inclusive a imprensa nacional.

Apesar disso, dada à proporção do exame e do país, bem como dos diversos interesses dos participantes nos 27 estados da federação, torna-se impossível prever e impedir que na data marcada para o Enade, ainda que com antecedência, sejam agendados outros exames e concursos. Diante do exposto, lamentamos a concomitância de datas e reiteramos que, infelizmente, a data do Enade não poderá ser alterada.

O Inep não fornecerá atestados, certificados ou certidões relativas à classificação, nota ou comparecimento dos estudantes ao exame. A regularidade será atestada por meio de relatório específico a ser disponibilizado somente às Instituições de Educação Superior (IES) pelo Inep. Os estudantes deverão entrar em contato com a coordenação de seu curso, após a prova, para verificarem e atestarem a sua participação.

Estudantes habilitados ao Enade 2018 que não participarem da prova realizada no dia 25 de novembro de 2018, poderão solicitar dispensa do exame em dois períodos:

  • De 02 de janeiro de 2019 a 31 de janeiro de 2019 – Solicitação de dispensa de prova por iniciativa do estudante
  • De 04 de fevereiro de 2019 a 22 de fevereiro de 2019 – Interposição de recurso diante das solicitações de dispensa por iniciativa do estudante, indeferidas pela IES.

A solicitação de dispensa a ser eletronicamente apresentada para análise deverá conter, obrigatoriamente, o original ou a cópia autenticada do documento comprobatório do impedimento de participação no Enade 2018. Os critérios para deferimento de dispensa do Enade 2018 estão disponíveis no Edital nº 40, de 19 de junho de 2018, com as determinações do Enade 2018.

O estudante que tenha solicitação de dispensa do Enade 2018 deferida terá regularidade perante o exame somente se apresentar preenchimento completo do Questionário do Estudante até o dia 21 de novembro de 2018.

6. Resultados

A partir de 02 de janeiro de 2019, o Inep tornará disponível o acesso eletrônico ao Relatório dos Estudantes em Situação Regular junto ao Enade 2018, por meio do Sistema ENADE, que permitirá à IES registrar no histórico escolar do estudante a situação dele junto ao Enade.

Os relatórios de estudantes em situação regular junto ao Enade estão disponíveis no Sistema ENADE.

O Conceito Enade é calculado a partir das notas obtidas pelos estudantes no Enade. Para mais informações detalhadas, acesse as notas técnicas disponíveis no site do Inep.

Um curso fica sem Conceito Enade (SC) quando não reúne condições que possam estabelecer o cálculo do mesmo. Isto ocorre, por exemplo, quando o curso possui apenas um estudante participante. Neste caso, o indicador não pode ser divulgado, de modo a preservar a identidade do estudante. Para maiores informações, sugere-se a leitura da Nota Técnica que explicita o cálculo a cada ano, disponível no Portal Inep.

  1. Boletim de Desempenho do Estudante;
  2. Relatório do Curso;
  3. Relatório da Área;
  4. Relatório da Instituição;
  5. Resumo Técnico.

Na página do Inep, no menu correspondente ao Enade, estão disponíveis todos os relatórios produzidos a partir da aplicação do Exame.